As melhores sementes.

 

Um agricultor participava todos os anos da principal feira de agricultura da sua região. O mais incrível é que, ano após ano, ele sempre ganhava o troféu “MILHO DO ANO”. Entrava com seu milho na feira e saía sempre com a faixa de campeão recobrindo seu peito. O seu milho ficava cada vez melhor.

Numa certa ocasião um repórter abordou este agricultor, pois ficou intrigado com a revelação deste empresário de como ele costumava cultivar seu valioso milho. O repórter descobriu que o fazendeiro repartia boa parte das melhores sementes da sua plantação de milho com os seus vizinhos, que também eram agricultores.

- “Como pode o senhor repartir suas melhores sementes com seus vizinhos, já que eles estão competindo diretamente com o senhor?”

O fazendeiro respondeu:

-” Você não sabe? É simples. O vento apanha o pólen do milho maduro e o leva de campo para campo. Se meus vizinhos cultivarem milho ruim e inferior ao meu, a polinização irá degradar continuamente a qualidade do meu milho. Se eu quiser cultivar milho bom, eu tenho que ajudá-los a cultivar o melhor milho, cedendo a eles as melhores sementes...”

 

(autoria desconhecida)

 

Amiguinhos: vocês já pararam pra pensar que todos somos importantes uns para os outros, e que para vivermos bem nós dependemos uns dos outros?

Aqueles que escolhem estar em paz devem procurar fazer com que seus vizinhos estejam em paz.

Aqueles que querem ser felizes têm de ajudar os outros a encontrarem a felicidade, pois o bem-estar de cada um está ligado ao bem-estar de todos.

Esperamos que vocês também ajudem as outras pessoas a cultivarem cada vez mais as melhores “sementes” e os melhores “milhos”, para que assim todos tenhamos um mundo melhor.

 

Deus os abençoe.